Não é só carregar no botão!

Portrait
 Pedi à minha irmã que me tirasse umas fotografias para colocar no meu site, na página “sobre mim”.
Gostei bastante da forma como ela me captou. Não me acho muito fotogénica, mas como tenho uma grande ligação com ela… só tinha mais que confiar no seu bom gosto e perspectiva…

Isto é mais uma prova que é mesmo necessário ter empatia com a pessoa que nos está a fotografar, perceber como vê o mundo e as pessoas. Fotografia tem muito a ver para onde se olha e como se olha. Não é só carregar no botão!
Até perto dos meus 25 anos, antes de me dedicar a sério à fotografia, tinha a mania que queria ser modelo (e muitas outras coisas) —Acho que muitas de nós passam pelo mesmo…Então, para perceber se tinha mesmo jeito, para fazer portefólio e para testar até que ponto uma boa máquina, um bom fotógrafo e uma boa edição fazem uma boa imagem, deixei-me fotografar por vários fotógrafos (uns profissionais, outros amadores). Bem, posso dizer que muitas dessas fotos jamais irão ver a luz do dia, pois ficaram PÉSSIMAS: flash terríveis, maus ângulos, luz pouco lisonjeira. Foi com pouca sensibilidade que captaram a minha feminilidade, era como se eu não passasse de um corpo vazio. Posso dizer-vos que numa destas sessões, o resultado foi tão mau que até tive vergonha de mostrar ao meu namorado que ao vê-las exclamou: “Esta não és tu Inga, tu não és assim, pareces aquelas russas que se vê no 9 gag”— Nesse instante, não sabia se devia rir ou chorar.
Aconteceu, que mesmo tendo empatia com o fotógrafo, e ter feito tudo bem (styling, cabelo e make up, cenário) e estar a sentir-me muito bem enquanto estava a ser fotografada…. o resultado final foi TERRÍVEL: Uma péssima edição de imagem, que ao vez de me tirarem as olheiras, quase me tiraram um bocado dos olhos, a minha pele parecia feita de bolinhas por causa do mau uso dos pincéis no photoshop. Noutras fotografias fiquei com uma pele tão lisa e brilhante que parecia que tinha roubado a pele de um bebé de dois meses para colocar no meu rosto…

E o sentido estético? Nem vou entrar por aí…

É preciso escolher bem a pessoa que se contrata para fotografias de retrato, casamento, maternidade, enfim, para tudo o que é importante! Ninguém quer parecer “aquelas russas do 9 gag” e ficar com fotografias assim ou assim (clicar no link) para a posteridade.

Be wise.

 

CATEGORIES
SHARE

Related Posts
Featured
The perfect photo
A fotografia de retrato não tem preço
Rock & Roll Mood