A fotografia de retrato não tem preço

Family

Fotografia de retrato é das coisas mais valiosas que alguma vez terás enquanto ser humano, e isto vale para ti e para a tua família, é algo que não tem preço.

Em época de guerra, toda a gente tirava uma fotografia de retrato (principalmente nos anos 40). Havia uma grande hipótese de nunca mais voltarem.Temos fotografias do nossos avós e pais, em papel fotográfico: Os seus retratos, os de família, fotografias de casamento e até  de bebé. Nos EUA era muito comum a fotografia “my sweet sixteen”.
E prosseguimos mais ou menos assim até aos anos 80 e 90.

Hoje já não é bem assim:
Achamos que qualquer câmara de telemóvel, tablet ou computador faz um bom retrato. Guardamos estas imagens sabemos lá onde: na pen, no disco rígido, no telemóvel. Depois, perdemos a pen, esquecemo-nos delas no computador do ex-namorado, mudamos de computador, mudamos de telemóvel e tudo se vai perdendo na internet, no digital, nos zeros e uns…

Ainda assim vemos valor nas fotografias de casamento, e fazemos questão de guardá-las num lugar seguro, num álbum de de qualidade.  Mas, não são raros os casais, que ao fazer o orçamento para este grande dia, iguala o valor do serviço de fotografia e vídeo ao serviço de catering, do fornecedor de flores, ou do bolo. Nem se apercebem que o serviço de fotografia é um dos mais importantes, pois este é o único que nos vai ajudar a recordar esse dia maravilhoso: as emoções, a alegria dos familiares,  toda a vibração,  o vestido e o fato de noivado que foi  escolhido com tanto cuidado e carinho… a decoração e até o raio do bolo que custou uma fortuna… trazendo à memória  cheiros, sabores, cores e vida.
Depois do casamento vem o bebé e passámos o tempo todo a fotografá-lo, fazendo todos os registos, durante anos! Muitas mães nesta altura nem se aproximam de uma câmara, primeiro porque estão ocupadas a fotografar o bebé, segundo, porque os seus corpos mudaram, já não são as mesmas: estão mais velhas, mais gordinhas, e põe-se quase sempre em último lugar na lista das compras  e investimentos familiares. E pronto, é aqui que a mãe desaparece do enquadramento.
Muitas destas mães só querem um bonito retrato de família, com ela incluída, e querem também fotografias bonitas delas próprias. Vem o pai e diz: “Já temos muitas fotografias dos miúdos, não quero gastar 200€ em mais fotografias!”, e assim, a mãe é mais uma vez esquecida e é ela quem mais deseja ser fotografada.
Este é um dos motivos pelos quais gosto de fotografar mães e esposas. Quero concretizar-lhes este desejo: elas merecem.

Mas as fotografias de família não se ficam pelo clássico: mãe, pai e filhos.
E estas imagens de duas irmãs são a prova disso.
É importante celebrar quem “somos” e com quem “somos”, enquanto somos jovens  e enquanto somos velhos.
Sei que um dia, tanto a Tânia como a Sara vão dizer:
“Olha filho(a): Eu e a tua tia, nos nossos vintes. Foi uma época especial.
E tão bonitas que éramos e tão bonitas que somos…”

SHARE

Related Posts
Featured
Não é só carregar no botão!
The perfect photo
Sandra & Afonso = Lourenço