Quanto custa contratar um fotógrafo profissional?

Portrait

O serviço de fotografia é caro. E como em qualquer decisão de compra, há sempre o medo de fazer a escolha errada.
Afinal: Como saber o quanto se deve gastar neste tipo de serviço? E como saber se determinado fotógrafo é o certo para ti?
A má notícia é que há muito por onde escolher (o que torna a decisão ainda mais difícil). A boa notícia é que de certeza que vais encontrar um fotógrafo com preços dentro do teu orçamento. Há até quem faça este serviço de graça!
Enquanto fotógrafa, não recomendo a ninguém contratar fotógrafos que trabalhem gratuitamente. Contudo, neste mercado cada vez mais saturado, existem muitos fotógrafos amadores, ou de part-time bastante competentes.
Terás é de estar disposta a correr um risco. É que, normalmente, há uma razão para um fotógrafo trabalhar gratuitamente ou a preços muito baixos.
Mas porque é que os fotógrafos profissionais são tão caros? A resposta é simples:
A maior parte dos fotógrafos não passa 40 horas por semana a fotografar. Além disso, depois das sessões é preciso continuar o trabalho: edição e pós-produção (Photoshop, serviço de impressão, álbuns, etc.)  —Tarefas que envolvem muito tempo.
Quando os fotógrafos estabelecem os seus preços, têm estes aspectos em consideração:
O uso das fotografias (o seu propósito), a produção que envolve para criar determinada imagem e os custos em ser fotógrafo.
Para poderem pagar contas e ter uma vida normal, como os restantes mortais, os fotógrafos têm de confiar no seu talento, arte/ ofício para obter um rendimento; o que é caro: os equipamentos fotográficos não são baratos — câmaras, luzes, equipamento de suporte e software que tem de ser renovado e pago todos os anos.
Têm de investir muito nos seus portefólios, marketing e publicidade. Para não falar na renda de um estúdio, despesas com a sua equipa e negócio. Ainda assim, nem todos os fotógrafos têm todas estas despesas, ou dependem exclusivamente das suas fotografias para obterem os seus salários. Honestamente, há fotógrafos que adoram o que fazem, são apaixonados, têm talento, mas não têm noções de negócio.

Em baixo podes encontrar uma lista de categorias de fotógrafos, média de preços e algumas  generalizações,  para te ajudar a escolher o fotógrafo certo. Lembra-te que quando contratas um profissional, os seus preços podem aumentar consoante o tipo de serviço e o propósito das imagens. Por exemplo, uma fotografia criada para  publicidade, publicada  num jornal local, não é taxada da mesma forma se for usada em billboards numa campanha publicitária nacional. Quanto maior a exposição, maior o valor cobrado.

Quanto é que os fotógrafos cobram?

Fotógrafo de passatempo – gratuito (ou menos de 100 €):
Gostam de fotografia, têm “olho” e gostam de partilhar a sua paixão.
Trabalham noutra área, e muito provavelmente, não seguem a mesma prática de preços fotógrafos profissionais. Mas conseguem fazer o trabalho.

Amador – Entre os 25 e os 75 € por hora:
Estes fotógrafos não são muito diferentes dos fotógrafos de passatempo.
Têm mais experiência a vender o seu trabalho. Costumam ter um blog e um portefólio online.

Diferentes tipos de fotografia, diferentes tipos de cobrança:
Fotógrafos de eventos normalmente cobram por hora ou por dia.
A fotografia comercial é cobrada por imagem ou por projecto.
O sistema de compra por imagem (à la carte) é o menos arriscado para o cliente e o mais compensador para o fotógrafo (que assim pode ser recompensado por um trabalho bem realizado). Alguns cobram tão pouco como 25€ por foto, enquanto  fotógrafos de topo recebem centenas de euros por uma única imagem. Todos estes valores são ajustados consoante o nível de produção e a quantidade de imagens produzidas. Os preços também podem variar de região para região. Os preços praticados em Lisboa não são iguais aos preços praticados em Vila Real.

Fotógrafos profissionais:

Estudantes – 50 a 100 € por hora / 25 a 100 € por fotografia:
Os preços destes fotógrafos variam conforme o tipo de fotografia: depende das disciplinas que tiveram, experiência na indústria  e a sua interacção com os profissionais.
Alguns estudantes trabalham e cobram (e devem cobrar) tanto como um profissional. Depois de saírem das escolas, esta categoria  de fotógrafos tenta ganhar algum dinheiro para se estabelecerem como profissionais.

Semi-profissionais – 50 a 150 € por hora / 25 a 125 € por fotografia:
Estes fotógrafos querem fazer parte da categoria dos profissionais. Têm outro trabalho para além deste, para se irem mantendo até se estabelecerem definitivamente como profissionais, tornando a fotografia a sua única forma de subsistência.

Profissionais – 75 a 250 € por hora / 75 a 250 € por fotografia:
Os fotógrafos profissionais dependem apenas do seu trabalho de fotografia para viver.
Têm um portefólio sólido que representa a sua especialidade.

Profissionais de topo – 200 a 500 € por hora / 250 a 1,500 € por fotografia:
Sim, eles existem! Em qualquer indústria há um grupo de ellite.
Estes profissionais podem ganhar 10, 000 € por dia ou 1500 € por imagem.

Diferentes áreas de fotografia,  diferentes preços:

Casamento – 900 aos 3,500 €: O preço deste serviço pode variar muito.
Iniciantes podem  cobrar 500 €, enquanto profissionais de topo iniciam os seus preços nos 10,000 €

Fotografia retrato – 25 aos 3,000 €: Estes preços dependem de imensos factores, como localização, mudas de roupa, serviço de make up, styiling, impressões, etc.

Fotografia para website – 25 a 125 € por imagem:
Um pequeno negócio local facilmente encontra um fotógrafo que cobre estes preços. Neste tipo de trabalho o fotógrafo considera todos os factores que já referi assim como o tráfego do website.
Recomendo que antes de contratares um fotógrafo, baseado-te nos preços, dês uma boa vista de olhos ao seu portefólio, para perceberes se as imagens que cria estão de acordo com aquilo que pretendes. É importante que faças isto independentemente da categoria da fotografia e do profissional. Outra coisa importante é perceber que o melhor fotógrafo de paisagens pode não ser o melhor fotógrafo de casamento, assim como um fotógrafo de comida pode não conseguir fazer o retrato que estás à espera.
E MUITO IMPORTANTE : um fotógrafo profissional  que sabe mexer muito bem numa máquina pode não conseguir criar o tipo de imagem que pretendes (tem muito a ver com a sua sensibilidade, como interpreta o que vê, como olha e para onde olha).

PS: Os preços apresentados baseiam-se na média europeia e não apenas em Portugal.

SHARE

Related Posts
Featured
A fotografia de retrato não tem preço
Luísa
Sandra & Afonso = Lourenço